Cruzada em Jerusalém

Cruzada em Jerusalém Leia o livro. direto no seu navegador. Baixe o livro. da existência em formato PDF, TXT, FB2 no smartphone. E muito mais em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
DIMENSÃO
5,6 MB
NOME DO ARQUIVO
Cruzada em Jerusalém.pdf
ISBN
7999996819318

DESCRIÇÃO

Épico de guerra política, de paixão e fervor religioso, "Cruzada em Jerusalém" é ambientado na Terra Santa, no ano de 1187. O conflito mortal travado entre o Cristianismo e o Islã, disputando terras e cidades - e não apenas almas - é narrado com grande precisão histórica e riqueza de detalhes. Desde as primeiras cenas da milagrosa vitória do rei Balduíno na planície de Ascalão até os momentos finais da batalha de Hattin, Cecelia Holland traça um belo retrato dos envolvidos em ambos os lados da batalha: suas esperanças e medos, sua ardente fé religiosa, sua coragem diante da morte. Um painel grandioso de um dos momentos mais intrigantes da trajetória humana - as Cruzadas.

A terceira cruzada (1189 - 1192), conhecida como '"Cruzada dos Reis", contou com a participação do rei inglês Ricardo Coração de Leão, do rei francês Filipe Augusto e do rei Frederico Barbarruiva, do Sacro Império. A queda de Jerusalém e de Acra foi uma questão de semanas. O equilíbrio estratégico só seria reposto e, ainda assim parcialmente, pela III Cruzada comandada pelo rei inglês Ricardo, Coração de Leão (1191). Cruzadas contra os cristãos heréticos, como os cátaros ou albigenses do sul da França.

Segunda ... Até a chegada em Jerusalém, foram três as conquistas mais significativas de cidades obtidas pelos Cruzados no caminho: a cidade de Nicaea (então capital do sultão Seljuk), em 1097, que retornou ao controle do Império Bizantino; a cidade de Edessa, em 1098, que, diferente da primeira, se tornou o primeiro reino latino nas terras sagradas para os cristãos, sob o comando de Baldwin of ... Em 637 d.C, Omar, o califa muçulmano, conquistou Jerusalém dos bizantinos e "antes de pedir-lhe para visitar os locais sagrados do Cristianismo, o califa começou assegurando-lhe que a vida e os bens de todos os habitantes seriam respeitados" [1].Agora, cerca de 450 anos mais tarde, os cruzados reconquistam Jerusalém, causando a maior chacina que o mundo já tinha visto. A principal justificativa das Cruzadas foi reconquistar territórios perdidos para os inimigos da fé católica, ao mesmo tempo trazendo novos povos e regiões ao domínio da Igreja. Assim, a primeira Cruzada partiu em 1096 para Jerusalém, no Oriente Médio, região do nascimento de Jesus, considerado lugar sagrado pelos cristãos. Por Tiago Ferreira da Silva Durante a época das Cruzadas, cristãos e muçulmanos entraram em conflito pela disputa territorial da chamada Terra Santa, situada em Jerusalém.

LIVROS RELACIONADOS