Memórias da Casa Dos Mortos

Memórias da Casa Dos Mortos - Dostoiévski,Fiódor | Tagrny.org PDF, TXT, FB2. ePUB. MOBI. O livro foi escrito em 2021. Procure um livro em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Dostoiévski,Fiódor
DIMENSÃO
11,28 MB
NOME DO ARQUIVO
Memórias da Casa Dos Mortos.pdf
ISBN
2307715762545

DESCRIÇÃO

Em 1849 Fiódor Dostoiévski vivenciou uma catástrofe pessoal: detido por motivos políticos, foi condenado a trabalhos forçados e perdeu seus direitos civis. Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes. Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: ''Memórias da Casa dos mortos''. Estabelecendo neste livro um sutil paralelo entre a sua história íntima e a de tantas outras vítimas da cadeia russa, Dostoiévski inaugurou uma longa e caudalosa corrente de "memórias do cárcere" cujos representantes até hoje são direta ou indiretamente influenciados por ele.

Para recomendar esta obra a um amigo basta preencher o seu nome e email, bem como o nome e email da pessoa a quem pretende fazer a sugestão. Se quiser pode ainda acrescentar um pequeno comentário, de seguida clique em 'confirmar'. ‎Inspirado no período em que Dostoiésvki passou na prisão de Omsk, Memórias da Casa dos Mortos narra a rotina de Alieksandr Pietróvitch, assassino confesso da própria mulher, em uma prisão de trabalhos forçados na Sibéria do século XIX.

Em 1860, quando ia retomar a carreira literária ao término de sua pena, essas trágicas experiências inspiraram-lhe uma verdadeira obra-prima: ''Memórias da Casa dos mortos''. 'Recordações da casa dos mortos' (1861) figura entre os principais livros de Dostoiévski. 'Recordações da Casa dos Mortos' representou um divisor de águas em sua obra, no sentido da procura de níveis mais profundos da consciência do real e sua ambivalência. Ficou recluso na chamada Casa dos mortos, presídio siberiano onde eram mantidos os criminosos mais temíveis da Rússia, e lá conheceu a degradação humana em todas as suas nuanças horripilantes.

LIVROS RELACIONADOS