Filhos do Jacarandá

Filhos do Jacarandá - Delijani,Sahar | Tagrny.org Temos o prazer de apresentar o livro. . Baixe o livro. em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Delijani,Sahar
DIMENSÃO
11,63 MB
NOME DO ARQUIVO
Filhos do Jacarandá.pdf
ISBN
4213995220749

DESCRIÇÃO

"Filhos do jacarandá" baseia-se em experiências da própria autora Sahar Delijani e de seus familiares para revelar um dos períodos mais cruéis da história iraniana Em 1983, uma menina chamada Neda nasce dentro de uma prisão em Teerã, capital do Irã. Sua mãe é uma prisioneira política que só consegue cuidar da filha recém-nascida por alguns meses antes que ela seja levada, à força, para longe de seu convívio. Neda é uma personagem fictícia de Filhos do jacarandá, primeiro romance escrito por Sahar Delijani, mas sua história se mescla com a da própria autora, que passou seus primeiros 45 dias de vida na penitenciária de Evin, na capital iraniana."Filhos do jacarandá" não chega a ser uma biografia, mas é inspirado em experiências reais dos pais e familiares de Delijani depois que o país passou de monarquia a república, com a revolução de 1979 – que derrubou o xá Reza Pahlevi e instituiu o comando do aiatolá Khomeini. Seu tio foi executado e seus pais, contrários a ambos os regimes, foram encarcerados. Para a autora, o romance “é uma tentativa de manter viva a memória de meu tio e de todos aqueles que foram mortos naquele verão sangrento, para além de colocar um pouco de luz nesse momento negro da história iraniana. É também uma narrativa de violência, prisão e morte, que permaneceu inédita por muito tempo”.Publicada em mais de 20 países, a história recebeu elogios de Khaled Hosseini, autor que emocionou o mundo com O caçador de pipas e, mais recentemente, com O silêncio das montanhas: “ambientado no Irã pós-revolução, o emocionante romance de Sahar Delijani é uma poderosa denúncia da tirania, um tributo comovente àqueles que carregam as cicatrizes de tempos sombrios e uma celebração da eterna procura do homem pela liberdade”.Filhos do jacarandá conta a história de três gerações de homens e mulheres inspirados pelo amor e pelo idealismo, que perseguem sonhos de justiça e liberdade. É um tributo às crianças da revolução, segundo a autora. “Muitas pessoas acabaram sendo aprisionadas pelo novo regime, e os filhos do título são os filhos delas – crianças que nasceram no período pós-revolução e foram educadas por seus avós, tios e tias, já que seus pais estavam na cadeia”. É um livro que trata de repressão política, mas que também revela como fortes laços familiares não são desfeitos nem nas piores circunstâncias.

Sua mãe é uma prisioneira política que só consegue cuidar da filha recém-nascida por alguns meses antes que ela seja levada, à força, para longe de seu convívio. Filhos do Jacarandá é o primeiro romance de Sahar Delijani, que apesar de não ser autobiográfico tem base no passado da família da autora e até mesmo um pouco de suas próprias experiências, por isso, quando o livro chegou as minhas mãos fiquei um pouco receosa dele ser algo cansativo, mas foi uma grande surpresa. Filhos do Jacarandá prometia falar sobre os filhos daqueles que foram presos durante a revolução de 1979. Mas, no fim das contas, faz um panorama mais amplo da situação política do país, chegando até as eleições de 2009 (e uma nova revolta popular).

A linha do tempo começa em 1983 e termina em 2009, o principal cenário é o Teerã, mas também tem algumas cenas na Itália. FILHOS DO JACARANDÁEm 1983, uma menina chamada Neda nasce dentro de uma prisão em Teerã, capital do Irã. Sua mãe é uma prisioneira política que só consegue cuidar da filha recém-nascida por alguns meses antes que ela seja levada, à força, para longe de seu convívio.

LIVROS RELACIONADOS