Relação de Consumo Religiosa

Relação de Consumo Religiosa - Silva,Ivan de Oliveira | Tagrny.org Leia o livro. direto no seu navegador. Baixe o livro. da existência em formato PDF, TXT, FB2 no smartphone. E muito mais em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Silva,Ivan de Oliveira
DIMENSÃO
12,84 MB
NOME DO ARQUIVO
Relação de Consumo Religiosa.pdf
ISBN
1171907454321

DESCRIÇÃO

Este livro contém uma proposta bastante ousada, estruturada com vistas à proteção do fiel-consumidor das garras do mercado de consumo religioso. Nele, o autor apresenta uma inédita discussão a respeito da sociedade de consumo e da religião sob o enfoque do Direito do Consumidor. O fio condutor do texto segue no sentido de que o fiel-consumidor, em um mercado religioso extremamente competitivo, encontra-se em condição de vulnerabilidade diante das organizações religiosas. A partir de tais premissas, com profundo rigor científico, o autor demonstra a existência de relação de consumo entre os participantes do campo religioso brasileiro. Com a responsabilidade de se tornar obra de referência, este livro foi elaborado com o objetivo de comprovar que o instrumento legislativo adequado para a defesa dos consumidores de bens simbólicos de religião é o Código de Defesa do Consumidor. Eis, portanto, os elementos essenciais da presente obra.Livro-texto para as disciplinas Direito do Consumidor, Filosofia do Direito, Filosofia Geral, Sociologia e Ética para os cursos de graduação e pós-graduação. Leitura complementar para as disciplinas Introdução ao Estudo do Direito, Introdução à Ciência do Direito e Histórica do Direito nos cursos de graduação em Direito. Além do mais, dado o seu enfoque multidisciplinar, o livro destina-se também ao público leitor em geral.

São eles bens corriqueiros que, por atos litúrgicos diversos, recebem atributos ou qualidades especiais que os identificam com o sagrado. Finalmente, volveremos os olhos para a relação de consumo, para verificar se o adepto se enquadra no conceito de consumidor, com enfoque especial para a vulnerabilidade, e se o prestador de assistência religiosa se insere ou não na seara dos fornecedores. Finalmente, volveremos os olhos para a relação de consumo, para verificar se o adepto se enquadra no conceito de consumidor, com enfoque especial para a vulnerabilidade, e se o prestador de assistência religiosa se insere ou não na seara dos fornecedores. 2.

Covid-19. As dúvidas que a religião levanta em relação à vacina .

LIVROS RELACIONADOS