Macunaíma - O Herói Sem Nenhum Caráter

Macunaíma - O Herói Sem Nenhum Caráter - Andrade,Mário de Andrade,Mário de | Tagrny.org Temos o prazer de apresentar o livro. . Baixe o livro. em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Andrade,Mário de Andrade,Mário de
DIMENSÃO
4,43 MB
NOME DO ARQUIVO
Macunaíma - O Herói Sem Nenhum Caráter.pdf
ISBN
9938586275964

DESCRIÇÃO

Mário de Andrade publicou Macunaíma em 1928. O livro foi um acontecimento. Debochado e intensamente brasileiro — ainda que muito pouco ou nada nacionalista —, este romance é ainda hoje um dos textos fundamentais do nosso Modernismo. E continua a influenciar as mais diversas manifestações artísticas. Nascido nas profundezas da Amazônia, o herói de Mário de Andrade é cheio de contradições — assim como o país que lhe serve de berço. É adoravelmente mentiroso, safado, preguiçoso e boca-suja. Suas peripécias vêm embaladas numa linguagem rapsódica e inventiva, um marco das pesquisas de seu autor em torno de uma identidade linguística brasileira.

Além disso, Macunaíma possui uma linguagem que mistura linguagem coloquial à palavras indígenas, criticando a linguagem culta. A traição de macunaíma confirma o subtítulo da obra, ''o herói sem nenhum carater''? ... Especialista; Oi, bom dia! O principal objetivo de Mário de Andrade ao escrever Macunaíma foi ironizar e criticar os brasileiros que têm audácia e coragem de criticar dos costumes dos próprios brasileiros, ...

a forma narrada (ou cantada) retrata um "herói de nossa gente". a) apresenta uma análise do herói considerado "sem caráter". Em Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, Mário de Andrade radicaliza o uso literário da linguagem oral e popular que já havia utilizado em seus livros anteriores e mistura folclore, lendas, mitos e manifestações religiosas de vários recantos do Brasil, como se fizessem parte de uma unidade nacional. Macunaíma - o herói sem nenhum caráter (1928) é a obra-prima de Mário de Andrade, considerado o espírito mais vasto, o mais versátil e culto do Modernismo brasileiro. Macunaíma: personagem central da história.

LIVROS RELACIONADOS