O Interior - Linguagem E Mente Em Wittgenstein

O Interior - Linguagem E Mente Em Wittgenstein - Marques,António | Tagrny.org PDF, TXT, FB2. ePUB. MOBI. O livro foi escrito em 2021. Procure um livro em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Marques,António
DIMENSÃO
12,24 MB
NOME DO ARQUIVO
O Interior - Linguagem E Mente Em Wittgenstein.pdf
ISBN
9737592449588

DESCRIÇÃO

Este livro visa o conhecimento mais aprofundado da última fase do pensamento deste filósofo, sem prescindir de uma visão sistemática de sua obra após o Tratado Lógico-Filosófico.

No entanto, temos conhecimento de proposições que, se, por um lado, O segundo artigo, de autoria de Bortolo Valle, com o título "A natureza da realidade interior/exterior em Wittgenstein: breves contribuições para a filosofia da mente", aborda como Wittgenstein, nas Investigações Filosóficas, "redesenha o conceito de interior a partir da força contida no uso expressivo da linguagem. O encanto exercido pelo filósofo austríaco Ludwig Wittgenstein se deu em duas frentes de aparência oposta, a da reflexão sobre a lógica e os fundamentos da linguagem e a das ações concretas, que prolongaram e complementaram seu pensamento ético, estético e existencial. O que se deve ter em mente a respeito da concepção do humano para os cartesianos e empiristas é que, em ambas as perspectivas, o "interno" seria algo privado, algo que só é acessível ao próprio sujeito que experimenta fatos do mundo mediante introspecção, mediante uma espécie de "olho interior" que, voltando para si mesmo, apreenderia diretamente as impressões e conteúdos ... MARQUES, Antonio Carlos. O interior: linguagem e mente em Wittgenstein.

Suas principais contribuições foram feitas nos campos da lógica, filosofia da linguagem, filosofia da matemática e filosofia da mente. saber o que a linguagem é, mas sim como ela funciona. Este concepção da linguagem no segundo Wittgenstein tem por base alguns conceitos que se relacionam, dando significado à linguagem, a saber, o uso, regras e os jogos de linguagem, o que caracteriza a linguagem como relação entre Assim, era preciso estabelecer, de maneira criteriosa e do interior da própria linguagem, o que pode e o que não pode ser dito.

LIVROS RELACIONADOS