Edição antiga - Flora e A Igreja Que Francisco Não Quer

Edição antiga - Flora e A Igreja Que Francisco Não Quer - Abreu,Maria Lúcia | Tagrny.org PDF, TXT, FB2. ePUB. MOBI. O livro foi escrito em 2021. Procure um livro em tagrny.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Abreu,Maria Lúcia
DIMENSÃO
5,22 MB
NOME DO ARQUIVO
Edição antiga - Flora e A Igreja Que Francisco Não Quer.pdf
ISBN
9227422611213

DESCRIÇÃO

A fé em Deus e o amor ao próximo transformaram uma mulher em verdadeira parceira com Deus. A história de Flora certamente é muito parecida com a de centenas – ou até mais – mulheres que colocaram suas vidas a serviço da Igreja e, sobretudo, dos menos favorecidos. Este livro, mesmo sendo uma ficção, revela e resgata momentos bem próximos do real, vividos por homens e mulheres, padres e freiras, personagens que trazem a fé e a obediência como condutores de suas vidas. O Papa Francisco, em seu pontificado, mais do que nunca olha o ser humano de uma forma especial, diferente. Coloca o seu trabalho em prol de mudanças que incontáveis vezes desagradaram muitos daqueles que estão dentro da Igreja, bem como parte do rebanho de fiéis. Trata-se de uma obra que passa a limpo um momento de nossa história, mostra a religião católica de tal maneira que a hipocrisia não pode tomar parte dela, joga luz sobre temas que caminham e se esbarram pelos ricos corredores do Vaticano. Não podemos deixar que nos roubem a esperança, precisamos buscar e, consequentemente, achar soluções, respostas para tantas perguntas, mas que só virão uma vez que haja diálogo, que a criatividade e a coragem andem juntas em prol do povo de Deus. Flora e a Igreja que Francisco não quer é um convite especialmente à reflexão, quebrando de maneira firme e amparada em verdades os paradigmas que até então nos engessavam em uma época, quando buscavam transformar a nossa fé em objeto, e não apenas em amor verdadeiro.

Importa não desanimar na luta em busca da pureza. Instância vai funcionar na Congregação para a Doutrina da Fé e visa julgar bispos pelo encobrimento de padres que tenham cometido abusos sexuais. Francisco (em latim: Franciscus), nascido Jorge Mario Bergoglio SJ (Buenos Aires, 17 de dezembro de 1936) é o 266.º Papa da Igreja Católica e atual chefe de estado do Vaticano, sucedendo o Papa Bento XVI, que abdicou ao papado em 28 de fevereiro de 2013. Não que minha opinião valha muito, mas eu acho que é melhor pagar; em todo tempo é tempo de penitência, se a sua oferta não está para a maior glória de Deus, que esteja para a sua "desgraça", como eram as ofertas de cherem (destruição) na Antiga Aliança. Por mais que usem as ofertas para o que não é santo, ainda é santo dá ... Embora Lutero não negasse o direito da Igreja de conceder perdões e penitências, [11] ele não acreditava que dar esmolas seria uma boa ação, mas um ato semelhante à compra das indulgências e o perdão das penas temporais.

A história de Flora certamente é muito parecida com a de centenas - ou até mais - mulheres que colocaram suas vidas a serviço da Igreja e, sobretudo, dos menos favorecidos. Este livro, mesmo sendo uma ficção, revela e resgata momentos bem próximos do real, vividos por homens e mulheres ... Nesta edição especial do "Grandes LGBTs da História" revelamos um lado pouco contado da biografia de grandes nomes da Igreja Católica, dentre seus mais de 10 mil santos, que seriam santos ... Francisco sabe que a Igreja só pode sobreviver somando.

LIVROS RELACIONADOS